Fatores que interferem na condenação de carcaças – Parte 1

2
2396
Condenação de Carcaças - Nutrição Animal - Agroceres Multimix

Condenação de carcaças, fatores que interferem.

Vamos falar de fatores que interferem na condenação de carcaças. O Brasil ocupa uma posição de destaque entre os maiores produtores mundiais de carne de frango. Acompanhando este posicionamento, observamos um grande desenvolvimento nos processos relacionados ao abate das aves, com a implantação de processos automatizados de evisceração e corte das carcaças.

Condenação de Carcaças - Nutrição Animal - Agroceres MultimixPorém, com todo esse desenvolvimento implantado nos abatedouros, muitos pontos antes e após o abate devem ser considerados, para que não ocorram ou minimizem as perdas com o descarte e/ou condenações das carcaças.
A condenação de carcaças pode ser parcial ou total, dependendo do tipo e nível de lesão que possa ter ocorrido (Aristides et al., 2007), além disso, podem variar muito de uma integração para outra. O SIF (Serviço de Inspeção Federal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) realiza as inspeções ante mortem e pos mortem para avaliação das carcaças. Na avaliação no pos mortem, se houver a condenação parcial da carcaça, as partes não lesionadas podem ser aproveitadas.

Condenação de Carcaças - Nutrição Animal - Agroceres MultimixDesta forma, podemos observar que as condenações podem ocorrer por pontos específicos antes e durante o processo de abate.

Pontos relacionados ao manejo das aves:

A maioria dos danos na carcaça são relacionados ao manejo inadequado no período pré-abate, principalmente durante a captura das aves no galpão. Porém, podemos citar outros pontos de manejo que também contribuem para a condenação de carcaças das aves no abatedouro, dentre eles: os manejos relacionados a ambiência, manejo de comedouros e bebedouros, além do manejo da cama, sendo essas as mais comuns.

Uma das lesões que mais ocorrem são os calos no peito. Essa lesão hemorrágica ocorre devido à tendência da ave em encostar o peito na cama ao agachar. Um manejo inadequado da cama, aliado a falhas na ventilação, podem agravar esse problema.

Ainda relacionado ao manejo inadequado da cama, as lesões no coxim plantar das patas das aves – também conhecidos como calos nos pés – são muito recorrentes. Embora essas lesões não causem a condenação de carcaças, os pés frangos são aproveitados como produto acabado, tornando um grande ponto de perda no processo do abate.

Condenação de Carcaças - Nutrição Animal - Agroceres Multimix
A apanha e captura das aves são as atividades que acarretam mais casos de hematomas e fraturas, resultando na condenação de carcaças. A apanha deve ocorrer de forma cuidadosa, evitando provocar a aglomeração das aves. Se possível, deve ser realizada a noite e em temperaturas amenas. Alguns autores defendem ainda o uso de luz azul, objetivando reduzir o estresse nas aves. A captura das aves deve ocorrer pelo dorso, evitando segurá-las pelas pernas ou segurar várias aves de uma só vez.

Sobre as lesões:

A caquexia é caracterizada pela a atrofia da musculatura, com ausência de deposição de tecido gorduroso e coloração violácea da carne. Causas nutricionais e infecciosas estão bastante relacionadas a essa enfermidade, porém, fatores ligados ao manejo dos primeiros dias da ave, como: temperatura do galpão, consumo de água e taxa de lotação, por exemplo, podem contribuir para o aparecimento desta condição (BRASIL, 2001). A quilha saliente é o principal sintoma visível na carcaça.
Uma lesão que invariavelmente resulta na condenação de carcaças (parcial) é o peito amadeirado, que é caracterizada por apresentar uma rigidez ao toque e/ou protuberâncias ao longo da porção ventral da musculatura peitoral. A superfície da musculatura pode apresentar acúmulo de líquido, de coloração clara a levemente turva, e estar associada ainda a ocorrência de petéquias. A ocorrência de peito amadeirado pode estar relacionada ao rápido crescimento das aves, principalmente aquelas com genética direcionada para maior rendimento de peito e peso de peito, além de dietas com alta energia.
Muito relacionada a densidade de alojamento no aviário, as dermatites são lesões na pele ou tecido adjacentes na forma de feridas, fissuras ou úlceras. Quando a ruptura da pele evolui para um processo inflamatório, ocorre a caracterização de um abscesso.
Os arranhões na pele podem ter diversas causas, dentre elas: a densidade do aviário, o fornecimento de ração inconstante – aliado a pouco espaço de comedouro – e o manejo durante a captura das aves para o abate.
A celulite é um processo inflamatório subcutâneo que se apresenta na forma de edemas e são caracterizadas por manchas amarelas ou amarronzadas e pode estar associada a um grande número de bactérias. Os locais de maior ocorrência são nas coxas, peito e região submandibular. As principais causas são: as onfalites, a falta de empenamento, problemas de cama, fatores ambientais e de estresse (ARISTIDES et al., 2007).
A artrite caracteriza-se por ser um processo inflamatório nas articulações, associado ao aumento de volume e supuração. Podem ser originadas de processos infecciosos ou mesmo falhas na nutrição (VIEIRA, 2008).

Considerações finais:

Vale lembrar que a densidade das gaiolas de transporte deve ser respeitada, evitando colocar mais aves do que o recomendado, bem como resguardar que as partes das aves fiquem para fora da gaiola, provocando esmagamento e eventual condenação de carcaças.
Durante o transporte, devem ser respeitadas as condições de bem-estar animal, atentando-se ao tempo de viagem, as condições climáticas e o tempo de espera, tanto na carga como na descarga dos caminhões. Lesões no peito podem ser observadas devido ao choque da ave com o piso da gaiola e solavancos durante o transporte. Estima-se que 20% das lesões e contusões na carcaça sejam ocasionadas durante o transporte (RIVAS, ISOLAN e PINTO, 2009).

Agroceres Multimix. Muito Mais Que Nutrição

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Resolva a conta abaixo *OBRIGATÓRIO