Por dentro do cocho – Caroço de algodão

2
2109
Caroço de Algodão - Nutrição Animal - Agroceres Multimix

Caroço de algodão

O caroço é um coproduto da produção do algodão que – comercialmente – pode ser encontrado em sua forma bruta (linter + casca + amêndoa), ou ainda na forma de torta de algodão ou farelo.
Trata-se de outro subproduto proveniente da indústria, bastante utilizado na dieta de bovinos leiteiros e de corte. Além de apresentar boas propriedades nutricionais, sua utilização também pode ser vantajosa devido a disponibilidade e custo ao longo do ano.
O caroço de algodão apresenta-se como um interessante ingrediente em formulações por possuir características peculiares, assemelhando-se a um alimento concentrado, devido seu alto teor energético, e também a um alimento volumoso, em função do significativo conteúdo de fibra efetiva.

Caroço de Algodão - Nutrição Animal - Agroceres MultimixFonte de proteína, gordura, energia, fibra e fósforo em altas concentrações, o caroço de algodão promove melhora no ambiente ruminal, devido sua fração fibrosa (FDN) que requer mais mastigação e, consequentemente, maior produção de saliva. Ainda, esse subproduto oleoginoso pode ser servido de duas maneiras: quebrado ou inteiro, sendo a última a melhor opção para estimular a ruminação dos animais.
A estocagem deve atender algumas particularidades para que seu valor nutricional não seja comprometido e fique livre de contaminações. Locais secos e bem ventilados podem prevenir a umidade sobre o caroço de algodão, evitando o aparecimento de fungos e micotoxinas (aflatoxina).
Um fator antinutricional presente no caroço de algodão é o gossipol. No entanto, os ruminantes têm habilidade de tolerá-lo, uma vez que os microrganismos do rúmen promovem ligações que impedem a sua absorção. Nesse sentido, não se recomenda a inclusão de caroço de algodão em dietas de bezerro sem o pleno desenvolvimento ruminal (Santos, 1997; Arieli, 1998).

Caroço de Algodão - Nutrição Animal - Agroceres MultimixEvidências experimentais revelam que o gossipol exerce inibição direta e irreversível sobre a contratilidade dos órgãos reprodutivos nos machos (Medeiros et al., 1989). Risco et al. (1993) observaram que touros apresentavam menor concentração de espermatozoides normais no ejaculado a partir da quinta semana de inclusão do caroço de algodão na dieta, sendo assim, o caroço de algodão não deve ser utilizado na dieta de reprodutores.

De acordo com Lobato et al. (2009), o limite de inclusão do caroço de algodão em bezerros desmamados e em animais adultos deve ser de 0,33% e 0,50% do peso vivo por dia, respectivamente. Devido seu elevado teor de extrato etéreo (12 a 20% da MS), deve-se respeitar os limites de EE ao formular dietas, rações e suplementos. Esse limite deve respeitar à alta taxa de gordura desse ingrediente, levando em consideração também a gordura dos outros alimentos presentes na dieta.

Caroço de Algodão - Nutrição Animal - Agroceres MultimixPortanto, a utilização do caroço de algodão como ingrediente da dieta de bovinos deve respeitar algumas restrições para que o desempenho do animal não seja comprometido. Nas mãos do bom produtor, esse coproduto torna-se uma ferramenta rentável na produção. Maior produtividade e menos custo.

Agroceres Multimix. Muito Mais Que Nutrição

Fotos: Nelore Vera Cruz

ARIELI, A. Whole cottonseed in dairy cattlefeeding: a review. Anim. Feed. Sci.Technol., v.72, p.97-110, 1998.

LOBATO, F.C.L.; GONÇALVES, L.C.; VEIGA, I.R.F.M.; PÔSSAS, F.P. Caroço de algodão na alimentação de Gado de Leite. In: Alimentos para gado de leite / Editores: Lúcio Carlos Gonçalves, Iran Borges, Pedro Dias Sales Ferreira. – Belo Horizonte: EPMVZ, 2009. 568 p. : il.

MEDEIROS, Y.S.; COELHO, L.; CALIXTO, J.B. Gossypol affects the responsiveneses of isoleted rat myometrium and vas deferens. Braz. J. Med. Biol. Res., v.22, p.1287- 1290, 1989.

RISCO, C.A.; CHENOWETH, D.J; LARSEN, R.E. et al. The effects of gossipol in cottonseed meal on performance and on hematological and semen traits in pospubertal Brahman bulls. Theriogenology, v.40, p.629-642, 1993.

SANTOS, R.L. Efeitos do gossipol sobre a reprodução. Cad. Téc. Esc. Vet. UFMG, n.21, p.73-82, 1997.

2 COMENTÁRIOS

    • Olá, Cleone!
      Nesse caso, o que precisa ser avaliado é o custo de aquisição de cada um dos insumos. Para essa avaliação, é preciso levar em consideração o custo por ponto de proteína de cada um dos insumos. Ambos são excelentes fontes que podem ser utilizadas em formulações, destacando que o caroço de algodão apresenta maior quantidade de óleo em relação a torta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui