Sucessão Familiar na suinocultura | Nutrição Animal

Desafios para sucessão familiar na suinocultura

Sucessão Familiar na Suinocultura

As empresas familiares predominam no Brasil e no mundo, variando entre 70 a 90% das empresas. Na suinocultura, esse perfil empresarial não é diferente, sendo que a maioria das granjas estão vinculadas a uma família em sua gestão.

Transferir o patrimônio e as responsabilidades para as próximas gerações é algo que exige planejamento e preparação. Entretanto, esse é um tema que geralmente causa desconforto ao ser abordado dentro das empresas familiares. Esse desconforto origina-se do mal-estar que a sucessão é realizada quando ocorre perda de familiares – na forma de herança -, entretanto, a sucessão não deve ser interpretada nesse contexto, pois é preciso ser observada como continuidade do futuro da empresa.

Caso a sucessão não ocorra da maneira correta, além de frear o crescimento da empresa, ou até colocar o empreendimento em risco, também pode afetar de maneira negativa a economia da região na qual o negócio está inserido.

Com isso, a principal dúvida para as empresas familiares é: Qual o melhor momento para conversar sobre sucessão? Devemos ter em mente que o ideal é começar a discutir o assunto o quanto antes possível. Isso proporciona maior tempo para aprendizado dos sucessores, maior tempo de discussão sobre os pontos chaves da atividade e para que os ajustes necessários sejam realizados. Ainda assim, muitas granjas parecem postergar o início através de uma série de pretextos, como: “vamos esperar a crise passar”; “todos os membros da família estão bem, não precisamos nos preocupar”; “os familiares ainda são jovens, não quero preocupá-los”.

Entretanto, a postergação do assunto faz com que muitos sucessores criem uma aversão ao assumir a suinocultura da família, muitas vezes por escutarem os gestores sempre reclamando das dificuldades do negócio, das baixas margens de lucro e dificuldades de negociações de animais e grãos para a atividade. Sabemos que a suinocultura enfrenta essas dificuldades, mas esse cenário não é constante, e o mais importante é conversar com os sucessores sobre como as dificuldades podem ser superadas, até mesmo para prepara-los para enfrentarem alguns obstáculos.

Desta forma, o sucesso da sucessão familiar está no planejamento do processo. Esse planejamento depende de muitas conversas e reuniões entre os membros da família e os gestores envolvidos na granja. Essas reuniões determinarão os pontos chaves da atividade, se existem conflitos entre membros da família, divergência de opiniões, e até mesmo conflitos futuros.

Para a suinocultura é importante que o detalhamento do funcionamento da atividade seja realizado em conjunto com os sucessores, principalmente as experiências já vivenciadas. Neste sentido, algumas perguntas devem ser respondidas visando a segurança da atividade, como:

  • Qual a visão para a granja no futuro? Ex.: aumentar o peso ao abate, ampliar instalações ou matrizes;
  • Quais os pontos estratégicos da atividade? Ex.: Compra de grãos e farelos;
  • Como serão qualificados os fornecedores? Ex.: Apoio técnico na atividade, qualidade de resultados, confiança e idoneidade;
  • Existe algum plano para diversificação da atividade?

Sucessão Familiar | Nutrição Animal Agroceres Multimix

Além dessas perguntas, o SEBRAE sugere que as principais questões que devem ser resolvidas no planejamento da sucessão familiar são:

  • Quem será o novo responsável pelo comando da empresa?
  • Quando acontecerá a transição?
  • Como será o processo de sucessão?
  • Qual o limite para a admissão de membros da família na empresa?
  • Como será exercida a autoridade?
  • Que preparação será necessária para o processo de transição?
  • O que será feito, se o processo sucessório não for bem-sucedido?
  • Como serão avaliados e pagos os membros da família?
  • O que acontecerá em caso de divórcio ou falecimento?
  • Que responsabilidades há em relação à comunidade?
  • Que responsabilidades há em relação aos funcionários mais antigos?
  • Que responsabilidade há em relação aos outros membros da família?

Com todas as regras da atividade determinadas, os sucessores sentirão mais segurança sobre as atividades do dia a dia da granja. Isso reflete em maior disposição para a equipe da granja realizar seus trabalhos, com metas e resultados já pré-estabelecidos.

O mais importante na sucessão familiar é começar a discutir o assunto o quanto antes possível, visando que o processo ocorra de forma mais natural possível. Além disso, uma consultoria especializada no assunto é de extrema importância para que o processo ocorra de forma mais correta e estruturada.

Nutrição Animal – Agroceres Multimix.

Hebert Silveira

Hebert Silveira

Hebert Silveira é nutricionista de suínos na Agroceres Multimix

VOCÊ TAMBÉM PODE CURTIR...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *