Preço do milho - Agroceres Multimix

Preço do Milho – O Assunto é o Milho

Preço do milho no Brasil

Para os suinocultores e avicultores do Brasil, o preço do milho – principal ingrediente das rações – é fator importante a ser considerado no sistema de produção.

A partir do ano 2000, o Brasil tornou-se exportador de milho, porém nunca exportou tanto quanto em 2015. Com a desvalorização cambial, países como os Estados Unidos, importaram grande quantidade do grão para abastecer o comércio mundial.

Preço do Milho - Agroceres Multimix - Nutrição AnimalChamamos de milho amarelo, pois precisamos que ele tenha um sobrenome alicerçado pela qualidade do grão e produzido com direcionamento ao consumidor, com correspondente valorização.

Qualidade do milho:
A preocupação do governo é abastecer os produtores com milho, o suficiente para manter a produção. No início do ano, por exemplo, foram feitos leilões do grão através dos estoques da Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB). O comentário dos produtores, no entanto, foi que um dos lotes disponibilizado era proveniente de 2008, armazenado desde então. Fica então a dúvida: o que sobrou deste milho em termos nutritivos e de contaminação?
Isso demonstra que não basta o produtor ter a disponibilidade do milho, – o que já representa um grande desafio para este e para os próximos anos – ele precisa obter um produto com as qualidades nutritivas desejadas e sem contaminações (micotoxinas) para poder garantir a produtividade, minimizadora das crises.

Consideramos nas formulações cerca de 8% de proteína bruta, porém temos encontrado nas análises realizadas em diferentes regiões brasileiras, níveis abaixo de 7%. Essa redução de proteína bruta do milho influencia diretamente nas fórmulas e no custo, impondo uma maior utilização de farelo de soja para atingir os níveis desejados de proteína bruta nas rações das diferentes fases de criação.

Preço do Milho - Agroceres Multimix - Nutrição AnimalOutro detalhe é a influência do mercado. Conforme surgem estímulos para o plantio do milho, há um maior investimento na adubação, influenciando diretamente nos níveis de proteína bruta.

Daí a importância de ficarmos atentos às análises do milho a cada safra. Esse ano, por exemplo, devido aos incentivos dados aos produtores através dos excelentes preços na oferta do milho, nossa próxima safra tende à uma maior adubação, e consequentemente, um aumento nos níveis de proteína. Isso precisa ser considerado no momento de elaborarmos as formulações.

Preços:
Segundo o consultor Alexandre Mendonça de Barros, o preço do milho aumentou 52%, entre janeiro/15, e janeiro/16. O consumo interno brasileiro mensal é cerca de 5 milhões de toneladas de milho e o estoque de passagem 2015/2016 foi de apenas 6 milhões.

Preço do Milho - Agroceres Multimix - Nutrição Animal
A primeira safra tem perspectiva de produção de aproximadamente 28 milhões de toneladas. Na segunda safra, ou safrinha, a produção estimada é cerca de 54 milhões de toneladas, totalizando 88 milhões de toneladas (estoque de passagem + primeira safra + segunda safra), o que na média registraria quase 7 milhões de toneladas por mês. Com um consumo interno mensal de 5 milhões de toneladas, sobra pouco para a voraz exportação atual.
Entretanto, a tendência é continuarmos com uma forte exportação de milho e isso significa que podemos registrar a falta desse produto ao longo do ano, ou início de 2017. Para se ter uma ideia, nos dois primeiros meses de 2016 o Brasil já exportou quase 10 milhões de toneladas de milho.

Cotação interna do milho, segundo o IMEA (Instituto Mato-grossense de Economia Aplicada).

Estabelecer o preço do milho, como explicitado anteriormente, envolve uma série de variáveis, no entanto, assim como no mercado da soja, a cotação do cereal na Bolsa de Chicago, a taxa de câmbio e o preço do milho na BM&F são amplamente utilizados para a realização das negociações com o vendedor.

O preço do milho a ser pago ao produtor envolve as seguintes variáveis:

• Cotação do milho na CBOT (Chicago Board of Trade) com vencimento no dia da negociação, cotado em cents de dólar por bushel;
• Cotação do milho na BM&F (Bolsa de Mercadorias e Futuros) com vencimento no dia da negociação, cotado em R$/sc.
• Prêmio praticado no porto no dia da negociação: valor influenciado pela força da oferta e demanda no mercado interno, pelo frete marítimo e diferencial de porto;
• Custos portuários;
• Custo com o frete rodoviário.

Perspectiva:
Alexandre Mendonça de Barros ainda explica que a situação poderá agravar-se no Brasil se depender do fenômeno La Niña que, ao contrário do El Niño, causa o esfriamento das águas do Oceano Pacífico e resulta na falta de chuvas, poderá haver quebra de safra americana, mas se acontecer em setembro, favorecerá a colheita.
A Agroceres Multimix está atenta ao mercado e as variações de preço do milho, sempre buscando informar e alertar os produtores.

Agroceres Multimix. Muito Mais que Nutrição

Alessandro Crivellaro

Alessandro Crivellaro

Alessandro Crivellaro é Consultor de Serviços Técnicos para Saúde Animal na Agroceres Multimix.

VOCÊ TAMBÉM PODE CURTIR...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *