Histórias do campo: Fora da porteira e dentro da produção

0
552

Software voltado para bovinos de corte leva a gestão do confinamento a outro patamar

Contabilizados 5.889 cabeças de gado. Animais pesando – em média – 19 arrobas, tratados com uma dieta à base de silagem de milho e concentrado, prontos para o abate. Esses são apenas alguns dos indicadores da Fazenda Iracema, situada em Governador Valadares, leste de Minas Gerais. O proprietário, Nestor Almeida Cunha, gaba-se do controle preciso na gestão das atividades de sua propriedade e atribui seus investimentos em tecnologia a um sonho: ser o melhor.

Quando assumiu a fazenda, há cerca de 25 anos, o produtor fazia parte da grande porcentagem de pecuaristas que tomam as decisões porteira a dentro, apenas considerando o valor da arroba do boi gordo, esquecendo todos os outros gastos envolvidos na atividade, e que estão sob total controle deles mesmos. Compras de última hora, dietas adaptadas para suprir baixo estoque de matéria-prima, desuniformidade de lote e imprevisão dos lucros eram apenas alguns dos problemas de Nestor, que sabia: não sobreviveria muito tempo na atividade se continuasse administrando dessa maneira.

Lucro é igual a receita, menos as despesas. A equação parece simples, mas a carência de informações e ausência de números detalhados podem gerar indicadores falsos, capazes de comprometer toda uma gestão.

“Não tenho o preciosismo de fazer as coisas sempre do meu jeito, ou da maneira que o meu pai sempre trabalhou. Sou grato por toda experiência adquirida ao longo da minha vida, mas sei que é apenas uma gota no oceano. Tenho 54 anos de idade e nunca vou me cansar de continuar mudando e aprendendo cada vez mais”, explica.

Essa humildade característica do proprietário levou a Fazenda a um crescimento impressionante nos últimos quatro anos, gerando um lucro quase que dobrado. Atualmente, tanto os indicadores zootécnicos quanto financeiros podem ser obtidos em poucos instantes na tela do celular. Um recurso adquirido através da equipe de profissionais que o auxiliam na formulação das dietas e soluções nutricionais da fazenda.

Anna Paula Roth, nutricionista de bovinos na Agroceres Multimix, aponta que Nestor foi um dos parceiros mais fiéis em um projeto ousado de desenvolvimento de um software, que nasceu com o propósito de gerar dados precisos, auxiliando no controle de tudo que entra e sai das propriedades.

A nutricionista confessa que a parte mais difícil na manipulação do software é a resistência dos produtores em adotar o sistema. “No campo da produção de proteína animal, a pecuária tem lutado contra a má fama de ser um setor que não mede. Sabemos que a atividade exige investimento em diversos fatores e é imprescindível ter tudo isso na ponta do lápis, pois os gastos são altos e desperdício não pode ser tolerado. Se o olho do dono engorda o boi, por que não ampliarmos essa visão dele?”, questiona.

O Sofware Confinatto, sistema desenvolvido pela Agroceres Multimix, é uma ferramenta de controle, monitoramento e gestão, que funciona a partir do input de dados em ambiente digital. Com armazenamento na nuvem e segurança das informações, a plataforma pode ser acessada através de computadores, tablets ou celulares, sem exigir que o usuário faça download de um aplicativo ou programa específico. Uma ferramenta simples, que está auxiliando os clientes da empresa a alcançarem outro patamar na produção de bovinos de corte.

Dentre as informações geradas pelo software, estão: número de animais, peso estimado, estoque, curva de consumo, extratos de ingredientes e vários outros indicadores da fazenda. Além disso, informações da rotina de trato, com detalhes dos ingredientes que compõem o vagão e com as dietas para cada piquete, podem ser facilmente acompanhadas para a comodidade dos gestores.

“Descobri que não são só meus animais que gostam de rotina, pois eu também encontrei valor nisso. Toda semana eu tiro um momento para avaliar todas as informações do meu confinamento e cruzar os dados para a aquisição de produtos e organização do meu estoque. Vejo cada número no meu celular tranquilamente e sobra mais tempo para eu me atualizar e continuar aprendendo formas de otimizar cada vez mais minha produção. Tenho 54 anos e não vou me cansar até poder bater no peito e dizer que sou o melhor naquilo que faço”, contou Nestor.

Embora tal sonho soe pretensioso demais, Nestor está no caminho certo para o sucesso, rumo à pecuária do futuro, da qual o amadorismo não tem espaço. A coleta de dados e análise dos resultados se mostram tão importantes quanto o planejamento e a execução, uma vez fica claro que as métricas são as matérias-primas do desenvolvimento.

Nutrição Animal – Agroceres Multimix

*Narrativa fictícia, desenvolvida a partir de problemas reais, extraídos de relatórios de visitas técnicas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Resolva a conta abaixo *OBRIGATÓRIO